domingo, 28 de junho de 2009

Não quero entrar...

Alguns teólogos dividem as transgressões em "pecados da carne" e "pecados do espírito". Isto significa que alguns pecados têm origem nas nossas paixões físicas e outros no nosso "coração" ou disposição.
Na história do filho pródigo, a atitude do irmão mais velho exemplifica o segundo exemplo.
Somos inclinados a distinguir pródigo como pior do que o irmão. Mas vale a pena notar que quando a história termina, o pródigo é restaurado, perdoado, e cheio de alegria, enquanto o irmão mais velho fica de fora, recusando-se entrar.
O filho "caseiro" é mais que figura de segundo plano. Ele faz-nos pensar no nosso coração, que com disposição amarga cria tristeza incontável.
;
Descontentamento, ciúme, amargura, ressentimento, atitude defensiva, melindre, e ingratidão são as disposições que arruínam os nossos casamentos, prejudicam os nossos filhos, afastam os nossos amigos, e amarguram todas as vidas - incluindo a nossa. É fácil justificar os nossos maus humores, pendendo para o engano e a hipocrisia. Mas temos que proteger os nossos corações destas atitudes destrutivas. Se elas se manifestarem, temos de as confessar, abandonar, e experimentar o perdão de Deus.
Não deixes que a tua má atitude te leve a ficar de fora, quando os outros participam da alegria.
- DHR -

2 comentários:

Gracinda disse...

Muito obrigada por sua amável visita! "DENTRO DE VOCÊ MESMO EXISTE A CAPACIDADE PARA SOLUCIONAR OS PROBLEMAS". É sobre isso que trata o post de hoje! Te espero! Paz, Luz e Harmonia!

Marizza Semeadora disse...

É muito gostoso chegar no blog e encontrar um comentário! Melhor que isso é vir retribuir e encontrar um post magnífico como este! Muito obrigada pela visita! O que você tem semeado? Aquilo que você semear, isso também colherá. Semeia para o Espírito e do Espírito colherá vida eterna. Deus te abençoe!Paz e Bem!