sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

O Profeta Isaías repreende o povo de Israel a respeito do jejum, cuja essência consistia na autoflagelação, no vestir panos de saco e sentar-se sobre cinzas. O jejuar e orar do povo era um proceder externo. Eles pareciam próximos de Deus, mas estavam longe dEle e de Sua vontade. Isaías demonstra que a essência do jejum estava na conversão sincera do coração e no agir em amor.

Parecer um Filho de Deus, mas não ser um de verdade, eis o perigo que também nós podemos correr. Por isso, é preciso que sempre examinemos o nosso modo de ser e viver.
Verdadeiros Filhos de Deus fazem coisas maravilhosas, sem querer merecer dEle nada em troca. As realizam, sempre, em resposta ao Seu amor, por terem sido salvos por Jesus.
- Egon Martim Seibert -

4 comentários:

Anjinho de Deus disse...

Olá Tetê! Você sempre com maravilhosos posts! É muito bom vir aqui! Obrigada por sua visita! Bom final de semana!Paz e Bem!

Aliny disse...

Uebaaaa :) Vivaaaaa...entendi..Eh assim o jejuar tem q ser interior do coração e nao externo como o povo de Isrrael tava fazendo..sim sim ...amiguinha nem fiquei aki pensando li e ja interpretei :) Bjinhux

Samantha: disse...

A Paz de Jesus e o Amor de Maria! Tudo bem? Espero em Deus que sim! Muito bom esse seu post! Boa reflexão! Obrigada por sua visita! Atualizei agorinha!

Canela disse...

A Paz de Cristo;

Um coração só dará aquilo que conhece, mas para conhecer o verdadeiro Amor, é necessário que o entregue a N. Senhor, ELE o purificará e tranforma-lo-á.