quarta-feira, 20 de março de 2013

O resgate

Em um belo dia de 1949, às dez da manhã, ocorreu um fato que passamos a contar. Estávamos a 1300 quilômetros a oeste da Irlanda no transatlântico Britanic quando alguém viu distante a vela de uma pequena embarcação. Imediatamente surgiu um grande interesse entre os passageiros. O Britanic diminuiu sua velocidade e virou para onde estava o barquinho. Ao nos aproximarmos, pudemos ver dois homens; depois soubemos que eram de nacionalidade estoniana e estavam fugindo do domínio russo. O capitão perguntou se queriam subir a bordo e eles aceitaram o convite.
Sob a hábil direção dos marinheiros, o grande navio colocou-se ao lado do frágil barco, cuja vela maior fora destruída e no qual nenhuma das máquinas funcionava. Aqueles dois homens passaram dias somente se ocupando em manter o barco flutuando. O mais jovem se apressou a segurar o cabo jogado pelos tripulantes do Britanic. O enorme sorriso em seu rosto refletia a gratidão que transbordava em sua alma. Os dois homens foram recolhidos com todos os seus pertences. Logo após o resgate, o céu escureceu e uma densa neblina cobriu o mar; se tivéssemos chegado um pouco mais tarde não os teríamos avistado. Os dois estonianos, indubitavelmente perdidos, creram na oferta da salvação do capitão do Britanic. Aceitaram o convite e, subindo a bordo do transatlântico, foram salvos do naufrágio. Sabiam muito bem que nada do que fizessem poderia salvá-los.
Foi uma experiência emocionante e uma significativa imagem do que Deus tem feito para salvar os seres humanos. Abandonados à nossa própria sorte, espiritualmente falando, permaneceríamos tão perdidos quanto os dois jovens fugitivos. Porém, o Capitão, o Senhor Jesus Cristo, está ao nosso lado e nos oferece a salvação. Não podemos obter a salvação por nossos próprios méritos pois ela é dom gratuito de nosso Pai Celestial. Não tardemos em aceitá-la, pois não sabemos quando a tempestade virá. (desconheço o autor)
Já estamos na quinta semana do Retiro da Quaresma:
leituras bíblicas, meditações e orações.
Você poderá acompanhar no meu blog de retiros espirituais.

3 comentários:

✿ chica disse...

Lindo texto e mensagem final!! beijos,tudo de bom,chica

Orvalho do Céu disse...

Olá, querida amiga Tetê
Feliz dia do blogueiro!!!
O Capitão da nossa vida nos salva de todas as tempestades... ainda bem!!!
Bjm de paz e bem

Cris disse...

Nossa que história linda Tê! Até me emocionei...ela nos traz uma grande lição, muitas vezes Deus quer nos salvar e a gente recusa, não é mesmo?Estou precisando pensar seriamente sobre isso na minha vida...
Beijos querida, saudades!