terça-feira, 31 de março de 2015

Balanço sob a cruz

O desafio de fazer balanço de um projeto impõe-se a todos nós; avalia-se o resultado das metas propostas, destacando o que deu certo para construir em cima disso, a fim de sanar desacertos. Mas isso não é tão simples quando se trata do balanço no final da vida.
Jesus veio para fazer irromper o Reino de Deus; Ele pregou e fez sinais de justiça, paz e amor, mas apenas alguns líderes do povo, como Nicodemos e José de Arimateia e algumas mulheres creram nEle. Contudo não O testemunharam por medo de perder sua boa fama. Os próprios discípulos abandonaram-no na hora do aperto. No final, Jesus sofreu a morte de cruz.
Martin Luther King, que lutou pela liberdade racial nos Estados Unidos, foi morto; mais tarde, porém, foram concedidos direitos e deveres iguais às pessoas negras no país. O africano Nelson Mandela lutou pelo fim do regime de segregação racial e foi preso; contudo, mais tarde, foi libertado e a lei do apartheid abolida. Há outros exemplos sinalizando o mesmo: o balanço da vida não para diante da morte.
Os sinais do Reino de Deus a transcendem e continuam agindo depois que Jesus foi crucificado. Contudo, na ressurreição ao terceiro dia, Deus deu razão a Ele, fazendo a vida vencer. Eis o mistério do balanço da vida sob o sinal da cruz! Ela se transforma em sinal de vida e vitória.
Günter K. F. Wehrmann 

4 comentários:

✿ chica disse...

Que beleza.Nunca tinha feito essa reflexão sobre esse balanço! beijos,chica e tudo de bom!

Mariangela do Lago Vieira disse...

O sinal da cruz é maravilhoso!
É o sinal de Cristo para os cristãos...O sinal do Cristo vitorioso e liberto, e através Dele, todos nós!
Linda postagem.
Beijos Tetê!
Mariangela

Anete disse...

Mais uma mensagem muito bonita, Tetê!
Um balanço! É tempo de reflexão e VIDA!!

Boa noite! Bjs

Maria Luiza disse...

Gostei muitíssimo, amiga! Hoje é dia do grande aleluia! Beijos de Feliz Páscoa!