domingo, 29 de março de 2015

Domingo de Ramos

Iniciamos hoje a Semana Santa recordando a entrada de Jesus em Jerusalém. A cena, a um só tempo, é simples e rica em significados; é testemunho de fé de uma comunidade que acredita em Jesus e O reconhece como o Cristo, o Ungido de Deus Pai.
A simplicidade do Mestre contrasta com a arrogância dos chefes deste mundo: a montaria simples se opõe à força dos terríveis exércitos; sua resignação diante da morte anunciada apenas evidencia a maldade dos que querem seu desaparecimento. Para Jesus, no entanto, entregar-se à Cruz é simplesmente o ato que dá sentido pleno à sua vida; é a entrega máxima de quem fez de sua vida uma oferta permanente de amor.
As obras de Jesus sempre qualificaram a ação de Deus e mostraram quem de fato Ele era. Jesus não exaltou-se a si mesmo porque fazia milagres; isso era projeto e ação de Deus. Será que hoje temos a mesma consciência de que somos instrumentos do Pai e não de nós mesmos?
Pe. Marcos Ramalho 

2 comentários:

✿ chica disse...

Bela passagem bíblica! Linda semana santa pra ti! bjs, chica

Anete disse...

Humildade e ser, diariamente, um instrumento de AMOR E PAZ nas mãos do Gracioso Deus!

Uma Semana Abençoada, Tetê...
Bjs