quarta-feira, 16 de setembro de 2015

Sal e luz

No Evangelho segundo Mateus 5, 13-16, Jesus utiliza dois símbolos - sal e luz - para falar do nosso compromisso com o Reino. O sal lembra muitas coisas, o povo antigo não o via como simples tempero, como fazemos nós; dava-lhe grande valor enquanto elemento que purifica e dá sabor e, nesse sentido, era sinônimo de força transformadora.
Ser sal da terra e luz do mundo é uma grande responsabilidade e Jesus confia que as nossas Comunidades, ainda que pequenas, podem ser um sinal da Sua presença, um sinal luminoso da salvação que Ele veio trazer; as Comunidades cristãs são chamadas a ser o sabor e a cor do mundo.

Como nós estamos sendo sal e luz? As boas obras produzem luz e são vistas por causa da luz; somos luz para o mundo com nossas boas obras e testemunho?
Frei Germano Guesser

6 comentários:

✿ chica disse...

Bela reflexão e questionamento ao final! bjs, chica

Anete disse...

Ser Sal e Luz é um desafio diário...
Ser Sua testemunha é um privilégio... Dividir o Pão da Vida com tantos que precisam muitíssimo... O mundo necessita do AMOR VERDADEIRO!

Beijos, Tetê!
Tchauzinho.................

(Quando tiver um tempinho, veja o post no Vida & Plenitude, 31/Agosto)

Bell disse...

Sejamos o sal da terra e a luz do mundo, não é fácil mas somos exemplo pra muita gente.

bjokas =)

Mariangela do Lago Vieira disse...

Que reflexão maravilhosa, Tetê.
É o que todos nós precisamos ser,
Em palavras, ações, e testemunho...
Devemos levar o amor de Deus aos enfraquecidos.
É difícil... mas não impossível.
Um grande abraço e beijo amiga!!!
Mariangela

Roselia Bezerra disse...

Olá, querida Tetê
Ser sal e luz é indispensável pra não vivermos uma vida insossa e apagada...
Seja abençoada e feliz!
Bjm fraterno

Mirtes Stolze. disse...

Boa tarde Amiga.
Uma linda reflexão, devemos ser luz e está na luz para clarearmos o nosso caminho e o caminhos dos nossos irmãos em Cristo. Gostei muito de ler sobre luz e sal, bastante interessante. Um lindo fds. Beijos.