terça-feira, 26 de abril de 2016

A prudência do silêncio

Saber calar constitui verdadeira arte que não se aprende com a ciência e nem com a reflexão, mas com a própria vida. A gente mais se arrependerá de falar do que de calar. Jamais fale quando não for prudente falar; espere pelo momento oportuno, para então sua palavra ser benéfica; enquanto isso, mantenha seu silêncio.
Cale-se quando estiver nervoso, apaixonado, não senhor de si mesmo, muito irritado ou indignado; não é o momento, não é a circunstância propícia para que você fale. Nesses casos o silêncio é a única atitude que você pode tomar. Se você falar, arrepender-se - á mais cedo ou mais tarde. Para quê fazer algo de que logo deverá se arrepender?
Cale-se. Porém que seu silêncio não seja hostil, mas agradável; que se cale sua boca, porém que seu rosto fale com o sorriso da bondade e da compreensão. “Para tudo há um tempo, para cada coisa há um momento debaixo dos céus (...) tempo para calar e tempo para falar Ecl 3, 1 e 7. Não é prudente, e a nada leva, inverter a ordem do tempo!
Alfonso Milagro

5 comentários:

✿ chica disse...

Muito linda e verdadeira.O silêncio, a fala, a tomada de posição...Tudo tem um tempo mesmo, pra tuuuuuuudo na vida!

Ri com teu comentário e dá- lhe sequilhos, com o nome de Dubai, que não combina aqui no teu post sério,rs bjs, chica

Clau disse...

Oi Tetê :)
Belíssima mensagem sobre a importância do silêncio.
É sábio sabermos o momento de falar e calar-se...
Ótima noite!
Bjs!

Mariangela do lago vieira disse...

Maravilhosa esta tua mensagem Tetê.
Precisamos saber o momento certo pra tudo!
Beijos, uma boa noite!
Mariangela

Anete disse...

Mensagem ótima!
Falar e silenciar com sabedoria... Na horinha certa!

Beijão e BOA 4ª FEIRA.

Bell disse...

Quando não se tem nada bom para falar e para edificar melhor se calar mesmo.
O silêncio também é uma forma de comunicação.

bjokas =)