segunda-feira, 18 de abril de 2016

Nos desertos da vida

Em Israel, existe um vale profundo e muito acidentado que corta as montanhas; vai de Jerusalém ao Mar Morto. Davi deve ter conhecido esse vale e dele lembrado ao escrever o Salmo 22(23). A expressão “ainda que eu ande pelo vale escuro como a morte” compreende todas as experiências duras da vida. Sendo um caminho árduo, é muito fácil uma ovelha cair e morrer; é uma viagem difícil, que ninguém deseja fazer. Contudo as ovelhas não a receiam... Por quê? Porque sabem que o bom pastor vai com elas.
Todos nós estamos sujeitos a momentos sombrios da vida, mas a nossa única certeza é: o Bom Pastor está presente! Ele traz consigo o bordão e o cajado para guiar pelo vale profundo da morte.
Também o Bom Pastor passou pelo vale da morte, e Deus O ressuscitou; Deus está conosco e não nos abandona como não desamparou Seu Filho. Confiemos em Seu poder e nos regozijemos pela nova vida que é sempre renovada. Temos certeza de que Jesus vive e nEle podemos confiar a nossa vida todos os dias!
Raul Wagner 

5 comentários:

✿ chica disse...

Confiemos sempre! Linda mensagem é ótima semana! Bjs chica

Mariangela do lago vieira disse...

É nos desertos da vida que precisamos estar com Jesus, e nele confiar!
Linda reflexão, querida Tetê!
Um beijão, e uma abençoada semana!
Mariangela

Maria Luiza disse...

Amo a liturgia que fala do bom pastor e esse texto foi bastante esclarecedor sobre o vale da geografia existente por lá! Amei, amiga! Beijinhos!

Mirtes Stolze. disse...

Boa noite linda amiga.
Que bela palavras, isso mesmo em todos os nossos momentos Deus está conosco, uma maravilhosa semana. Um enorme abraço.
Muito obrigada de coraçao pelas orações, que Deus lhe abençoei.

Anete disse...

Nele podemos confiar e prosseguir...
Nosso Bom Pastor cuida dos detalhes do nosso dia dia tão personalizado...

Aguardo suas novidades do passeio... Gosto de passear e de saber dos passeios...

Boa noite... MUITA PAZ!