quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Tô no face!


Olá gente linda do meu coração!
Saudades dos posts deste blog?
Eu estou no facebook

quarta-feira, 2 de novembro de 2016

Tudo no tempo certo

Isabela chegou da escola transbordante de alegria: a professora havia distribuído sementes de flores entre os alunos, numa iniciativa de preservação da natureza. Isabela preparou o canteiro e plantou as sementinhas e agora era só esperar e ver o que aconteceria. O tempo que Isabela esperou valeu à pena: as sementes germinaram e o primeiro brotinho surgiu na terra; ela contou aos colegas tudo o que acontecia com suas plantinhas, que eram muito bem cuidadas por ela!
Deus está no controle de tudo que acontece na vida das pessoas. Eclesiastes 3,1-2 diz: Tudo neste mundo tem o seu tempo. Há tempo de nascer e tempo de morrer, tempo de plantar e tempo de arrancar”. Nos alegra o cuidado que Deus tem pelo mundo, pois Ele é amoroso, e por amor Ele providenciou o tempo certo para Jesus nascer e o tempo certo para Ele morrer; com sua morte, Jesus nos ofereceu a oportunidade de viver com esperança e alegria, na certeza de que um lugar maravilhoso aguarda aqueles que vivem e morrem com fé em Cristo.
Apesar de todos os cuidados, as plantinhas de Isabela morreram aos poucos. Depois do choro, ficou uma grata lembrança da alegria que as plantas lhe proporcionaram. Neste dia de finados, lembremos com alegria daqueles que foram importantes para nós; aqueles que nós amamos e que viveram nos amando!
Airton Glitz

domingo, 30 de outubro de 2016

A exemplo de Cristo

Jesus não tinha nenhum preconceito: todos fugiam dos leprosos, pois quem tinha lepra era mais do que um doente,; era uma pessoa impura, que devia viver isolada das demais pessoas. Todos fugiam, viravam as costas para os leprosos, mas Jesus não!
E assim é Jesus com todos nós: Ele não vira as costas para ninguém; Ele nos ouve e, se for da vontade dele e o melhor para nós, Ele nos atende. Além disso, é interessante perceber que Jesus curava por amor. A única motivação era o amor à pessoa que estava sofrendo. Ele não curava para tornar-se famoso, ao contrário, Ele pedia para que não contassem sobre os milagres; Ele queria que as pessoas O seguissem pelo que Ele era. E é por isso que devemos desconfiar daqueles que hoje em dia usam curas e milagres só para propagar as suas realizações e o seu próprio nome.
Jesus curava e cura por amor, e quando não o faz a razão também é a mesma, o amor, pois Ele sabe o que é melhor para nós e conhece o que, de fato, precisamos para esta vida e para a vida eterna. Por isso, confie nele em toda e qualquer circunstância; confie no amor de Jesus por você, ainda que a cura não seja dada e o milagre que você esteja pedindo não aconteça, pois Ele sabe o que é melhor para você.
Waldemar Garcia Jr


quarta-feira, 26 de outubro de 2016

Faça a sua parte!

Jesus nos diz que é preciso “fazer todo esforço possível para entrar pela porta estreita Lc 13,24, ou seja: é preciso servir com amor e fidelidade, como Ele fez. Só o fato de ser cristão, não significa que automaticamente já temos a salvação, pois é preciso caminhar com Jesus e do jeito que Ele nos ensinou.
Muitas vezes é preciso mudar o modo de pensar e de agir, pois, se não estiverem de acordo com o Evangelho, ainda estamos distantes da verdade e da salvação. Deus já fez sua parte; falta a nossa!
Deus Conosco Dia a Dia 

domingo, 23 de outubro de 2016

Não desanime, apenas confie!

Você já viveu um período de seca? Se sim, sabe quanto sofrimento secas trazem; a falta de água altera hábitos e força uma mudança na maneira de viver. Assim como existe a seca de água, há também a seca espiritual; são secas causadas por doenças, perdas, desilusões familiares e, diante desse quadro, nossa vida muda, nossos hábitos transformam-se. Onde antes havia alegria e esperança, há silêncio, sofrimento e solidão. Nós, muitas vezes, nos perguntamos: o que fiz para merecer esse “castigo”? Deus me abandonou?
Ninguém está livre das secas, mas a primeira chuva após um período seco tem um poder restaurador impressionante... o verde ressurge, a vida brota e renova-se. Há, porém, um detalhe importante: a chuva não depende de nós. Temos que esperar e confiar que ela virá. Assim também ocorre em nossa vida e é preciso reconhecer que nem tudo acontece como nós queremos, nem no tempo por nós desejado. Nenhum dos ídolos das nações pode fazer chover, nem o céu pode fazer cair chuva. Pusemos a nossa esperança em ti, ó Senhor, nosso Deus, pois tu és aquele que faz todas as coisas” Jr 14,22.
Deus é como a chuva que traz vida; Ele não nos abandona nem deixa de importar-se conosco. Ele é aquele que no seu tempo transforma todas as situações. Por isso não desanime em situação de seca; coloque sua esperança em Deus.
Carlos R. Dege

quinta-feira, 20 de outubro de 2016

Está chegando o tempo

O Senhor Deus diz: está chegando o tempo em que eu serei o Deus de todas as tribos de Israel, e elas serão o meu povo” Jr 31,1. Tais palavras apontam para um novo tempo e uma nova realidade que, muitas vezes, não conseguimos perceber. Bate o desânimo, a espera parece ser longa e difícil demais, mas Deus continua dando tudo o que precisamos.
Nesse mesmo capítulo (31) do livro de Jeremias, no versículo 3, Deus faz questão de nos lembrar de como Ele zela por nós: “Eu sempre os amei e continuo a mostrar que o meu amor por vocês é eterno”; esse amor é eterno porque sempre existiu e não acabará.
Deus age no tempo certo e com amor eterno, tanto que entregou o seu Filho Jesus para que todos tenham esperança de um novo tempo que está chegando, a vida eterna! Creia: temos o eterno amor de Deus em toda e qualquer situação para sempre!
Jackson Ollmann Jr

domingo, 16 de outubro de 2016

Insistir, persistir, sem desistir

Justiça, segurança e liberdade foram palavras estampadas nos protestos na França e no mundo pela morte dos cartunistas em Paris, assassinados em ataque terrorista em janeiro de 2015. No Brasil também há pessoas gritando nas ruas por justiça diante dos constantes fatos e episódios de corrupção.
Seja por perseguição religiosa, criminalidade, desvios financeiros, convivemos num mundo injusto e nos indignamos: “Será, então, que Deus não vai fazer justiça a favor do seu próprio povo?” Lc 18,7.
Lucas, no capítulo 8, versículos de 1 a 8 de seu evangelho, relata Jesus contando uma história sobre uma viúva e um juiz; a viúva insiste para que o juiz resolva a sua situação e, depois de muita insistência, o juiz delibera a causa da viúva. Insistência e persistência são as palavras que caracterizam a vida dessa viúva. 
Com essa história Jesus quer mostrar a seus discípulos e a nós que devemos orar com insistência e sem desanimar, sabendo que Deus atenderá, no tempo certo, as nossas orações.
A vida cristã é uma vida de oração, diversas vezes acompanhada da indagação: Deus não vai fazer justiça? Precisamos insistir, sem desistir... Portanto, insista e ore!
Adriano C. da Silva

quinta-feira, 13 de outubro de 2016

Deus nos ama

Deus disciplina porque nos ama. Quando andamos em caminhos tortos, alguém precisa nos parar e sacudir; por vezes, Deus nos joga no chão para ganhar a nossa atenção e, embora fiquemos irados, é uma oportunidade de mudança. Talvez estejamos com a consciência pesada porque traímos as pessoas que nos amam, sentimo-nos culpados pelo fim de nosso casamento ou pelo sofrimento da família; por esses e outros motivos nos sentimos culpados e envergonhados, fugimos do encontro dominical com Deus e nos sentimos indignos de participar da mesa do Senhor. Escondemo-nos de nossos amigos, dos irmãos na fé e não temos prazer em ler e meditar a Palavra do Senhor.
Aí convém lembrar que a inesgotável graça de Deus vem à nós por meio de Jesus Cristo. Por nossos pecados Ele padeceu e morreu numa cruz; seu sangue nos purifica e sua gloriosa ressurreição nos garante que o pecado e a morte foram vencidos. Em Cristo, pela fé, temos perdão, vida e salvação e, essa confiança nos dá a certeza de que “o amor de Deus não se acaba e a sua bondade não tem fim(Lm 3,22). Hoje é tempo de recomeçar!
Arnildo Schneider

quarta-feira, 12 de outubro de 2016

A verdadeira riqueza

A obsessão por dinheiro pode corroer o coração humano, fazendo-nos egoístas e indiferentes diante dos outros e do mundo. A vida do ser humano, quando voltada apenas para as conquistas materiais, torna-se vazia de sentido e causa de profunda angústia.
Jesus nos revela que nossa vida não pode consistir na mera abundância de bens, mas em sermos ricos diante de Deus; é isso que nos fará verdadeiramente felizes e plenos de alegria.
Para viver e anunciar o Evangelho com autenticidade, faz-se necessário que coloquemos em segundo plano as preocupações com os bens materiais que não podem ser a razão principal de nossa vida, muito menos tomar o lugar dos valores cristãos em nossa jornada.
Deus Conosco Dia a Dia

domingo, 9 de outubro de 2016

Gratidão pelo presente de Deus

A história da cura dos dez leprosos (Lc 17, 11-19) é um clássico ensino sobre a gratidão e o que chama a atenção é o fato de ser um samaritano que volta para agradecer. Os samaritanos conheciam um pouco das Escrituras, mas não eram considerados irmãos na fé por parte dos judeus.
Sempre penso nos samaritanos como aqueles cristãos de outras igrejas, aqueles que a gente olha torcendo o nariz porque falam coisas um pouco diferentes que nós. Na história bíblica, é justamente um samaritano que volta para agradecer e essa não é a única vez que um samaritano demonstra ter mais fé do que alguns judeus.
Jesus nos ensina que os olhos humanos são incapazes de ver a fé e, para surpresa de muitos, haverá gente de todas as religiões lá no céu, pois não é a religião que salva. A salvação é um presente de Deus para todas as pessoas que realmente creem em Jesus como seu redentor; e é importante ter um espírito humilde que busca a vontade de Deus em todas as coisas.
Elvis G. Nerich