quarta-feira, 20 de maio de 2009

Vinde a mim!

Vinde a mim,
todos os que estais cansados
e sobrecarregados, e eu vos aliviarei...
e achareis descanso para a vossa alma.
Mateus 11.28,29c

Quantas e quantas vezes sentimos o fardo de nossas preocupações, responsabilidades e aflições como uma carga esmagadora sobre nossa vida. Parece que tudo o que fazemos não é suficiente para produzir a paz de espírito que tanto precisamos. Às vezes chegamos a pensar que nossa fadiga e sofrimento nunca terá fim. As constantes exigências de nossos compromissos no cuidado e sustento daqueles que dependem de nós, o lidar com nossos próprios erros e a necessidade de conviver nas contradições de um mundo em agonia parecem consumir o que resta de nossas forças.

Às vezes percebemos que não adianta buscar o refúgio em um passeio no final de semana, ou uma viagem para um lugar distante, porque não conseguimos fugir de nossas responsabilidades. Não importa onde possamos estar, pois nossos pensamentos e sentimentos permanecem prisioneiros de nossas maiores preocupações e necessidades. Compreendemos que viver é sustentar o próprio peso de todos os nossos compromissos, conflitos e necessidades na manutenção da própria vida.

Jesus sabe o quanto somos prisioneiros de nossa maneira de viver. Na verdade ele sabe que na maioria das vezes não conseguimos controlar os acontecimentos em nossa vida. E quantas vezes permitimos nossa própria escravidão quando sucumbimos às nossas necessidades e nos tornamos refém de situações que nós mesmos geramos; seja por ignorância, arrogância, medo ou fraqueza de nosso próprio espírito.

Vinde a mim é o que diz Jesus.
Nos momentos de aflição e desespero não adianta tentarmos arrumar explicações. Há momentos que as nossas palavras não resolvem o que sentimos e não diminui nossa dor. É preciso um momento de paz, que nos ajude a recuperar as forças. Momentos que é preciso ouvir: "Eu vos aliviarei e em mim achareis descanso". É tudo o que realmente precisamos. Quando chamamos pelo nome de Jesus, com fé e firme determinação no coração, recebemos o milagre de sua presença restauradora.
- Rev. Oswaldo Molarino Filho -


Um comentário:

Semeadora disse...

É gostoso chegar no blog e encontrar um comentário! Muito obrigada pela visita! O que você tem semeado? Aquilo que você semear, isso também colherá. Semeia para o Espírito e do Espírito colherá vida eterna. Deus te abençoe!Paz e Bem!