domingo, 22 de julho de 2012

Jesus, ponto de referência de todos e de cada um

Os discípulos têm que ser e fazer como Jesus: ser e viver como filhos de Deus e falar e fazer o que Jesus falou e fez. Essa é a missão. Cada época e cada novo lugar interpretarão e assumirão a missão de um jeito novo; mas a missão é sempre a mesma, aquela que procede do Pai e se materializa no Filho.
Os discípulos enviados por Jesus (domingo passado) retornam Àquele de onde partiram e contam o que fizeram e falaram. Alegres, contavam as peripécias acontecidas. No Evangelho de hoje, vemos que Jesus decide alargar este espaço de partilha, e os convida a irem a um lugar a parte, para descansarem. Subiram no barco, em busca de refúgio. Mas o povo se deu conta e, para surpresa do Mestre, quando lá chegaram, o povo já tinha chegado antes. Jesus deixa de lado os planos do descanso e põe-se a atender as multidões. E, assim, ia se estabelecendo uma sintonia entre Jesus e a multidão.
A missão tem um momento de ida e um momento de volta, mas o ponto de partida e o de chegada são sempre o mesmo: Jesus. Reunir-se “diante” de Jesus é mais do que simplesmente reunir-se “com” Jesus pois Ele - e somente Ele- é o ponto de referência de todos e de cada um. Por ser referência de tudo, é também critério e medida. Nós, discípulos, só emprestamos a voz à Palavra.
- Dom Luís Demetrio Valentini e Pe. Antonio José de Almeida -

Um comentário:

Samantha: disse...

A Paz de Jesus e o Amor de Maria! Tudo bem? Espero em Deus que sim! Muito bom esse seu post! Boa reflexão! Obrigada por sua visita! Atualizei agorinha. Beijinhos e uma semana abençoada! Samantha