sábado, 4 de agosto de 2012

Consciência, coragem e fidelidade

O Evangelho de hoje apresenta-nos o relato do crime cometido pelo Rei Herodes contra a pessoa de João Batista, que fora enviado por Deus como aquele que deveria preparar Israel para a vinda do Salvador Jesus. A consciência de Herodes, quando ouviu falar da fama de Jesus, fez com que ele se lembrasse de João Batista e de sua pregação ao ponto de pensar que Jesus era João ressuscitado.
A consciência é uma voz íntima que todos nós possuímos também. Ela está aí a nos lembrar como lembrou a Herodes as coisas erradas que fazemos, pensamos, falarmos e até mesmo aquelas que deveríamos ter tido a coragem de fazer e não fizemos. É bom que de vez em quando repassemos os mandamentos de Deus que estudamos, na catequese. Os três primeiros falam de nossas responsabilidades para com o próprio Deus e os sete últimos daquelas que temos para com o nosso próximo.
Não devemos esquecer que temos a missão de falar sempre sobre o arrependimento que leva ao amor de Deus. Algumas pessoas agirão como Herodes e não se arrependerão. Mas muitas se arrependerão e voltarão ao bom caminho dando graças a Deus pela nossa coragem e fidelidade a Deus.
- Egon Martim Seibert -

2 comentários:

Orvalho do Céu disse...

Olá, querida amiga
É verdade!!!
Pena para quem não se autoexamina e se arrepende... pois o nosso Deus misericordioso como é... não tardaria a vir em nosso auxílio...
Obrigada pro ter passado na Série Comemorativa hoje no meu Blog com carinho e atenção...
Deus te siga abençoando!!!
Bjs festivos de paz

Luma Rosa disse...

Feliz aquele cuja consciência não o acusa.
(Eclesiástico 14,2)

Boa semana!! Beijus,