segunda-feira, 20 de agosto de 2012

O que dividimos nos une

O Evangelho de hoje fala da relação com os outros, com os bens e com Deus. Tem como tema os bens deste mundo que não devem ser a meta à qual deva sacrificar a minha vida e a vida dos irmãos, mas simplesmente um meio a usar na medida em que sirva para viver como filho e irmão, com plena liberdade. O que é nosso, na verdade nos divide dos outros; o que damos, deixando de ter, nos une aos outros. Os bens materiais são bênção e vida se os compartilharmos e são maldição e morte se os retemos para compulsivamente acumulá-los.
Para um filho de Deus, os bens são dons do Pai para serem compartilhados entre os irmãos. Acumulá-los é deixar de ser filhos para se tornar escravos do egoísmo, escravos dos bens materiaus e escravizadores dos irmãos. Foi o que Jesus mostrou ao jovem: é preciso dar os seus bens ao pobres para então vir ao Seu encontro e segui-lO. Jesus mostrou ao moço que se ele de fato cumpria toda a lei, se ele amava seu próximo como amava a si mesmo, então daria a quem nada tinha o que ele estava guardando para si.
Deus vive conosco, em Seu amor, até incompreendido por nós, não nos abandona e Jesus é a máxima certeza desse amor, e por isso não podemos deixar que outras coisas nos impeçam de O seguir.
- Pe. Antonio José de Almeida -

Um comentário:

✿ chica disse...

Linda mensagem pra iniciar a semana e sempre!!beijos,chica