terça-feira, 14 de janeiro de 2014

Creia-me, funciona!

Contam que um certo homem estava perdido no deserto, prestes a morrer de sede. Foi quando ele chegou a uma casinha velha, sem janelas, sem teto, batida pelo tempo. O homem perambulou por ali e encontrou uma pequena sombra onde se acomodou, fugindo do calor do sol desértico.
Olhando ao redor, viu uma bomba d’água a alguns metros de distância, bem velha e enferrujada. Ele se arrastou até ali, agarrou a manivela e começou a bombear sem parar. Nada aconteceu. Desapontado, caiu prostrado para trás e notou que ao lado da bomba havia uma garrafa. Olhou-a, limpou-a, removendo a sujeira e o pó, e leu o seguinte recado: Você precisa primeiro preparar a bomba com toda a água desta garrafa, meu amigo. PS: Faça o favor de encher a garrafa outra vez antes de partir”.
O homem arrancou a rolha da garrafa e, de fato, lá estava a água e ele se viu em um dilema: que deveria fazer? Despejar a água na velha bomba e esperar a água fresca e fria ou beber a água velha e salvar sua vida? Deveria perder toda a água que tinha, na esperança daquelas instruções pouco confiáveis, escritas não se sabia quando nem por quem?
Com relutância, o homem despejou toda a água na bomba. Em seguida, agarrou a manivela e começou a bombear... e a bomba foi rangendo e chiando. Então surgiu um fiozinho de água; depois um pequeno fluxo e finalmente a água jorrou com abundância! Ele encheu a garrafa e bebeu dela até se fartar. Encheu-a outra vez para o próximo que por ali poderia passar, arrolhou-a e acrescentou uma pequena nota ao bilhete preso nela: Creia-me, funciona! Você precisa dar toda a água antes de poder obtê-la de volta!”
                                                                                           
A partir dessa história podemos aprender que: nenhum esforço será válido se o fizermos de forma errada, precisamos saber olhar adiante, acreditar e compartilhar! Aquele homem poderia, não acreditando no bilhete, não ter tido sucesso; ele acreditou, se fartou e soube compartilhar deixando a garrafa cheia para seu irmão necessitado. E, ainda soube dar uma palavra de incentivo.
Portanto, preocupe-se com quem está próximo a você, lembre-se: você só poderá obter água se a der antes. Cultive seus relacionamentos e dê o melhor de si!
Pe. Marcelo Rossi


2 comentários:

Orvalho do Céu disse...

Olá, querida Tetê
A Água Viva não pode estar num recipiente cheio de entulhos, é preciso mesmo esvaziá-lo...
Bjm fraterno

✿ chica disse...

Funciona mesmo! Fé é preciso!!beijos praianos,chica