sexta-feira, 2 de maio de 2014

A força do Espírito

E todos os dias, (os apóstolos) no Templo e nas casas, não paravam de ensinar e anunciar a Boa Nova de Jesus (At 5,42). O que levava os apóstolos a não parar de ensinar e anunciar a Boa Nova de Jesus no templo e nas casas? A motivação para falar e ensinar estava na força do Espírito Santo que impulsionava e encorajava; eles tinham sido testemunhas oculares e sabiam de detalhes importantíssimos sobre Jesus.
Havia urgência para anunciar a mensagem da salvação, pois alguns líderes fanáticos estavam surgindo e o povo estava sem uma liderança segura. Os apóstolos estavam motivados e, alegres, iam a todos os lugares; a mensagem era nova e boa, não havia rotina e eles gostavam daquilo que faziam.
Cristo ressuscitado foi, e será sempre, a grande motivação para todo o serviço espiritual cristão; a urgência em pregar e ensinar continua hoje também, Os cristãos são chamados a viverem a fé e, motivados pelo Cristo vivo, vão a todos os lugares e fazem uso de todos os meios de comunicação possíveis com o objetivo de anunciar a Boa Nova.
Arnaldo Hoffmann Filho

4 comentários:

Roselia Bezerra disse...

Olá, querida Tetê
Como gosto deste tempo pascal!!!
Como vc está? Saudade...
Seja abençoada e feliz!!!
Bjm fraterno de paz e bem

✿ chica disse...

Linda mensagem,mais uma vez,Tetê! um lindo fds! bjs,chica

Maria da Fé disse...

Ótimo post!!!
Nada nos separará do Amor do Nosso Pai. Ele é nossa pedra angular, nosso fundamento e razão de ser.
http://botefeamor.blogspot.com.br/
Abraços Fraternos

Claudete disse...

É por esta razão Tetê que te encontrei , fui trazida por este Espirito Santo que inspira e instrui usando as boas ferramentas. Gostei do que você colocou lá no blog e te digo da única vez que planejei deu tudo errado , agora voltei ao que fazia inicialmente e flui em outro clima de paz e diferente do que havia pensado meu "eu" antes. Obrigada Senhor por usar as pessoas para mostrar-me como agir. Obrigada Tetê...Ontem tive um dia dificil, mas hoje é outro dia e bem melhor que ontem. Beijos.