sábado, 19 de julho de 2014

A Vossa, não a nossa

Os fariseus sempre se enraiveciam com os argumentos e as ações de Jesus; eles queriam que Jesus fizesse o que eles pensavam, mas Jesus andou por outro caminho: foi ao encontro dos pobres e pecadores e libertou-os.
Muitos são os que se aproximam de Deus para que Ele faça o que desejam e não perguntam qual a Sua vontade. Isto não é ter fé, pois a fé nos conduz à gratuidade, ao relacionamento de amor. Em nossos dias, certamente, Jesus teria muitos inimigos como os que teve quando aqui esteve pela primeira vez, porque a verdade dEle não seria aceita por todos. Jesus ama o pecador e quer que ele se arrependa e creia nEle, mas não ama o pecado e a falsa moral de muitos; estes, como aqueles de Seu tempo, por causa disso não O veriam com bons olhos.
Que você e eu lembremo-nos sempre de que Jesus ama o pecador, que Ele quer que o mesmo se arrependa, creia nEle e siga nos seus caminhos. Que nós, como pessoas amadas por Ele, não julguemos nem tampouco condenemos ninguém, pelo contrário, anunciemos a Sua mensagem com o coração desejoso de que outros, como nós, creiam e sigam Seu querer. Deus pode não nos dar tudo o que pedimos, mas nunca deixará de nos dar o que nos é necessário.
Ergon Martin Seibert

2 comentários:

✿ chica disse...

Linda mensagem por aqui mais uma vez,Tetê! bjs praianos,chica

Anete disse...

A vontade Dele sempre é boa, agradável e perfeita! Somos pequenos p compreendê-la perfeitamente...
Ele é Fiel... Seja feita a Sua vontade!

Beijos e boa noite, Tetê...