terça-feira, 1 de julho de 2014

Temer ou confiar?

O conhecido Mar da Galileia, na verdade é um lago que mede aproximadamente 21km de comprimento por 11km de largura; embora pequeno, tem uma profundidade de 50m. Sem aviso prévio, tempestades se formam nas montanhas próximas e agitam suas águas, elevando as ondas à altura de até seis metros e meio!
Foi neste lugar que Jesus encontrava-se com seus discípulos quando uma tempestade se abateu sobre o barco que os levava. Ondas elevaram-se e caíram sobre ele, fazendo com que quase afundasse (Mt 8,23-27). Em meio a tudo aquilo, Jesus, o Mestre, dormia tranquilamente... Os discípulos, receando o pior, vão até Jesus e O despertam e pedem socorro; Ele, depois de chamá-los de pequena fé, levantou-se, repreendeu os ventos e o mar, fazendo-se grande bonança.


A vida é uma travessia: às vezes, o vento é favorável; às vezes, uma calmaria paralisa tudo ou, ao contrário, a tempestade parece colocar tudo a perder. Dois sentimentos extremos podem tomar conta de nós: o medo ou a confiança. O medo bloqueia o coração humano; a confiança o estimula a caminhar. Cabe a nós estimular a confiança e controlar o medo. Se o medo provém da consciência da nossa limitação, a confiança vem da consciência de que Deus é Pai e de que podemos sempre contar com Ele.
Egon Martim Seibert 

Um comentário:

✿ chica disse...

Controlar o medo é o mais acertado.Confiar e caminhar.Mas nem sempre conseguimos...beijos,chics