sexta-feira, 14 de agosto de 2009

O verdadeiro amor

Não amemos de palavra, nem de língua,
mas por obra e em verdade.
I João 3:18
Y
Uma mulher a fazer montanhismo no Colorado encontrou outra mulher a coxear pelo caminho da montanha abaixo. Num pé ela tinha calçado um sapato improvisado feito de galhos verdes envoltos numa tira de pano.
Perdi uma bota ao atravessar o ribeiro” - explicou. “Espero conseguir chegar ao sopé da montanha antes de anoitecer”.
A primeira montanhista vasculhou na sua mochila e tirou uma sandália desportiva.
Usa isto”- - disse. “Podes enviá-la pelo correio quando chegares a casa”.
A mulher aceitou agradecida a sandália e prosseguiu pelo caminho. Alguns dias mais tarde a sandália chegou pelo correio com um bilhete que dizia:
Cruzei-me com várias pessoas que notaram a minha dificuldade, mas foi a única pessoa que me ofereceu alguma ajuda. Fez uma grande diferença. Obrigado por ter partilhado a sandália comigo”.
Y
O amor pode ser visto e tocado - é palpável. Pode ser tão grande quanto o do bom Samaritano pelo homem molestado (Lucas 10:30-37) ou tão pequeno quanto o copo de água fria dado em nome do Senhor (Mt. 10:42). O verdadeiro amor age. Quando encontrarmos alguém que coxeia no caminho da vida diária, ofereçamos uma sandália de amor.
- DCM -

2 comentários:

Anjinho de Deus disse...

Olá Tetê! Você sempre com maravilhosos posts! É muito bom vir aqui! Obrigada por sua visita! Bom final de semana!Paz e Bem!

Samantha: disse...

Olá amiga! Você sempre com maravilhosos posts! É muito bom vir aqui! Obrigada por sua visita! Bom final de semana!Paz e Bem!