quinta-feira, 18 de julho de 2013

Verdadeira paz

Dois artistas competiam para ver quem produziria o quadro que melhor representasse a idéia de paz.
Um deles pintou um lago sereno situado no alto de uma montanha. Nenhuma brisa, nenhum pássaro a voar, nenhuma ondulação nas águas quietas. Tudo era perfeito silêncio. Essa era a sua concepção de paz. O outro artista pintou uma cascata de águas fortes e queda acentuada e aos seus pés, um carvalho gigantesco. No raminho de um galho que pendia sobre as águas turbulentas, pintou um pardalzinho tranquilamente em seu ninho, sem qualquer preocupação.
Quadros prontos, ambos os artistas concordaram que o segundo quadro descrevia melhor a mais elevada concepção de paz. E, realmente, a segunda pintura representa, de maneira belíssima, a paz maravilhosa que o cristão encontra em seu Senhor.
A verdadeira paz, a paz que Cristo nos dá, não é algo a ser encontrado em algum recanto distante e idílico. É antes uma paz que se encontra aqui e agora, em meio a um mundo de provações e dificuldades. No mundo, aflições; em Cristo, a paz!
Por mais próximo que seja o perigo, por mais amarga que seja a dor, por mais furiosa que seja a tempestade, estamos em paz naquEle que venceu nossos piores inimigos: o pecado, a morte, o inferno. Sejam quais forem as circunstâncias de nossa vida, que estejamos firmes na rocha, que é Cristo! (Herman W. Gockel)
 
Verdades do Reino
click e conheça a Verdade

3 comentários:

Maria Luiza disse...

Que bonita colocação sobre a paz!Eu adorei ler porque eu não conhecia essa história das duas pinturas! Realmente valeu! Um abração, Tetê!

✿ chica disse...

Lindo,Tetê! E como precisamos dela em toooooooooooooooodos os lugares! bjs praianos,.chica

Orvalho do Céu disse...

Olá, querida Tetê
A paz de Jesus me fortalece muito, sem ela não sei o que seria de mim...
Bjm e até a volta!