sexta-feira, 30 de agosto de 2013

Não é fácil separar!


Se o Messias já veio há mais de 2000 anos, se foi Ele quem inaugurou o Reino de Deus, por que esse Reino ainda não se instalou de forma definitiva? O próprio Jesus nos responde com a Parábola do Joio e do Trigo (Mt 13,24-30): o Reino de Deus cresce lentamente em nosso meio, não apenas por causa da imperfeição natural das pessoas, mas devido a uma sabotagem premeditada feita pelo inimigo que quer usurpar para si a autoridade de Deus no mundo, isto é, deve-se a alguém que semeou o joio no meio d o trigo.
Trigo e joio são muito semelhantes enquanto ainda não estão maduros, assim como não é fácil distinguir quem é bom e quem é mau... a sabedoria popular já diz que “quem vê cara não vê coração”. É difícil chegar até as intenções escondidas num coração humano. Por isso, na parábola, quando os empregados perguntam ao dono do campo se ele quer que arranquem o joio, a resposta é “não, pode ser que arrancando o joio, arranquem também o trigo”. Com isso Jesus quis dizer que não cabe a nós, seres humanos, tão falhos em nosso discernimento, separar os bons dos maus. Deus incumbirá os seus anjos dessa tarefa quando do dia do juízo.

Este mundo não é um filme de mocinho e bandido, onde está bem claro quem é do bem e quem é do mal. A realidade é mais complexa e enganadora. Assim, não podemos nos arvorar em juízes daqueles que nos são próximos. Devemos, isto sim, nos perguntarmos se o nosso modo de ser nos referencia como trigo de Deus ou se como joio semeado pelo inimigo. (Luiz Carlos do Nascimento)

Um comentário:

✿ chica disse...

É verdade! Não é fácil saber distinguir claramente o bem do mal. Está sempre misturado. Cabe à nós o discernimento! beijos,lindo fds! chica