sexta-feira, 29 de novembro de 2013

Passando pela porta

Somos filhos de Deus, mas ainda não estamos no céu; estamos na terra, limitados pela densidade do espaço e pelo fluir do tempo. Por isso, temos que aprender a viver a filiação em todas as dimensões da nossa existência. Em relação aos bens materiais, sendo eles um dom de Deus, devem ser compartilhados entre Seus filhos, isto é, entre os irmãos.
O dom é o sentido de tudo o que ocupa o espaço, a conversão é o sentido de cada instante do tempo. O presente, é o único tempo que realmente nos é dado para converter-nos, isto é, para nos voltarmos para o verdadeiro sentido da vida no espaço e no tempo. Converter-se não é um esforço hercúleo para tornarmo-nos “melhores”, mas gira o foco da nossa “miséria” para a misericórdia divina, do mal que fazemos para o bem que Deus nos quer, da autojustificação à aceitação da Sua graça livre e gratuita.
Deus quer salvar a todos, mas o dom divino da salvação precisa ser acolhido pela mão aberta do ser humano. O “xis” da questão é como entrar na sala onde se come o pão do Reino na alegria da salvação... A porta é estreita; é preciso queimar a gordura da arrogância e do egoísmo. A porta pode se fechar; o tempo é precioso e pode acabar quando menos se espera. É preciso escolher e acolher já!
A porta não é a Lei, nem a tradição, nem as obras, nem o esforço sobre-humano; a porta é Jesus. Cada um de nós pode entrar, mesmo o desesperado, o imundo, o incurável. O cupom de ingresso é a fé. Fica do lado de fora só quem se considera bom e se sente bem com a própria bondade. A falsa segurança e a justiça presumida são o único impedimento.
O tempo presente é o ano da graça que nos é dado para converter-nos da nossa injustiça à Sua graça, do nosso pecado ao Seu perdão, da nossa miséria à Sua misericórdia. Jesus já morreu para abrir-nos a porta; Ele quer nos encontrar ao longo do Seu caminho para introduzir-nos, pela cruz, na Sua glória.
Pe. Antonio José de Almeida

Um comentário:

✿ chica disse...

Lindas palavras ´por aqui.Fazem sempre refletir! beijos,chica