terça-feira, 28 de janeiro de 2014

Laços de família

Jesus foi um homem familiar com suas raízes, com sua história, com suas tradições; mas às vezes sentiu a fria incompreensão da parte dos seus. A presença de sua mãe e de seus familiares, num momento de intensa atividade, permitiu a Jesus explicitar um aspecto importante do Reino instaurado por Ele: o ponto de contato entre Ele e quem se tornou seu discípulo. Seus parentes teriam alguma prioridade em relação aos demais?
Para Jesus a fraternidade cristã não se fundamenta nos vínculos de carne e sangue; é muito mais! A nova família é a comunidade cristã e se constrói com os laços fortes da fé. Pertencer à família de Jesus é aproximar-se do seu coração e escutá-lO para viver com Ele e como Ele. Ser da família de Jesus é fazer a vontade do Pai.
O espírito de família impor-se-á entre nós, cristãos, quando nos encontrarmos unidos numa ação que somos irmãos de Jesus. Este é o parentesco espiritual gerado pela opção do Reino, da qual nasce a verdadeira família de Jesus, que engloba todas as raças e culturas.
Ir. Sônia de Fátima Marani Lunardelli

2 comentários:

✿ chica disse...

O parentesco espiritual deve ser mais fácil do que o sangúíneo, pois nesse último, tantos rolos aparecem...bjs praianos, tuuuuuuuuudo de bom,chica

Orvalho do Céu disse...

Olá, querida Tetê
Jesus é o nosso melhor amigo e é o nos Irmão Incomparável...
A família espiritual nos dá Força na caminhada...
Bjm fraterno